sexta-feira, 10 de junho de 2016

A ponte sobre o rio Lunho!

A população reconhece, por outro lado, o incessável esforço que o governo de Filipe Nyusi está fazendo no sentido de transformar as promessas eleitorais em projectos visíveis, nomeadamente nas áreas de abastecimento de água, construção e reabilitação de vias de acesso, expansão das redes de energia eléctrica, sanitária, educacional, entre outras insfraestruturas.
Por exemplo, em Metangula, sede do distrito do Lago, a população testemunhou o lançamento pelo Presidente da República da primeira pedra para a construção de uma ponte sobre o rio Lunho, realização que vai permitir a ligação da vila municipal de Metangula ao posto administrativo de Cóbuè, facilitando desta maneira a ligação à ilha malawiana de Koloma, para onde, regra geral, parte dos habitantes daquela minúscula zona residencial procura o hospital de referência, bem como estabelecimentos comerciais para adquirir produtos de primeira necessidade, principalmente.
Depois destas palavras que não são minhas, vou deixar aqui algumas imagens da velha ponte sobre o rio Lunho que a guerrilha da Frelimo destruiu logo nos primeiros anos da guerra de libertação. Ao fim de 50 anos já era tempo, de facto, de alguém se preocupar em levantá-la de novo. Mas para já, ainda foi apenas a primeira pedra, veremos quanto tempo será preciso para lá colocar todas as outras que fazem falta para a obra ficar completa.






1 comentário:

  1. Porque, não cabia dentro dum punho,
    agora é muito bom a poder recordar
    era comprida a ponte do Rio Lunho
    estive 3 meses todos os dias para ela a olhar!

    Eu a conheci como se vê na primeira imagem,
    depois de construída e destruída, como está
    como se vê nas imagens seguintes, já eu de lá
    me tinha pôs a milhas a caminho da Metrópole em viagem.

    ResponderEliminar