sábado, 12 de agosto de 2017

Uma escola tropical!


E se chover? Para onde é que eles fogem?
Aqui, em Portugal, queixam-se que faz frio no inverno e não aguentam o calor no verão. No Niassa, em Moçambique, acredito que nunca ninguém se lembrou de perguntar às crianças se têm frio ou calor. Já é um luxo ter um quadro preto encostado ou pendurado numa árvore e alguém, professor ou não, que lhes ensine as primeiras letras e a fazer as primeiras contas.
Já passaram mais de 40 anos, desde o fim da colonização, mas para a população que vive no interior a vida não mudou muito. A escola já era assim, quando por lá passei levado pela guerra.

domingo, 6 de agosto de 2017