sexta-feira, 31 de março de 2017

Pelo menos duas!

Só dei uma em Março e quero dar outra antes que o mês acabe!
Estou a falar de mensagens dadas aos meus leitores, neste espaço que mantenho aberto para todos eles. De facto não tenho muito, para não dizer nada, para lhes transmitir, mas a simples passagem por aqui obriga-me a deixar um testemunho que se veja, quero dizer, que se leia.
Os meus contactos do Facebook que deviam ajudar-me com notícias e fotografias daquela terra não ligam pevide a isto. Limitam-se a encher a sua cronologia com fotografias da sua cara (que não interessa a ninguém) e notícias nem vê-las. Tirando o Patriota ou o Notícias de Lichinga, todo o resto é para esquecer.
As fotografias que tenho são antigas e, se não me engano, já foram todas publicadas, algumas talvez mais que uma vez. Mas vou arriscar-me e escolher uma das que tenho aqui no disco do meu computador e quem não gostar, ponha na borda do prato.


Foto tirada no tempo da CF8, com a minha esquadra em patrulha pelas margens do lago, dentro da península de Metangula. Esta palhota pertencia a uma pequena povoação que ficava perto da ponta sul da pista de aterragem.

2 comentários:

  1. Tantos anos já lá vão,
    cinco décadas mais ou menos
    de quem por lá passou,são
    recordações de outros tempos!

    ResponderEliminar
  2. O puto que está entre nós os dois deve andar, agora, pelos 52/53 anos.
    Será que é vivo?
    E vive ainda em Metangula?
    Quem souber que comente!

    ResponderEliminar